Relações mais afetivas e a Consciência Superior

Relações mais afetivas e a Consciência Superior

“A consciência é a voz da alma, as paixões são a voz do corpo.”
Jean-Jacques Rousseau

 

As pessoas mais experientes costumam falar que na longa caminhada da vida nem tudo é um mar de flores, ou seja, nem tudo é perfeito. Essa afirmação vem carregada de uma verdade muito significativa, pois, são muitos os obstáculos que enfrentamos para poder nos desenvolver como pessoa, como ser humano e, a sabedoria chega com a experiência e anos vividos.

Nesse mundo de muitas influências no qual a desordem é um fator favorável para quem vive de ganhar materialmente com outros, já que a pessoa com “desequilíbrios” não costumam organizar sua vida, quer seja emocional/afetiva ou financeira, o consumo e os gastos de uma forma geral, se tornam cada vez maiores para alimentar o ego e a vaidade propagada pelo comportamento social disseminado pela lógica capitalista.

Nessa construção a influência da comunicação, e o seu arsenal como imagens, sons, aromas e outros, acabam afetando os sentidos, o emocional e a mente das pessoas se tornando a principal ferramenta dessa influência.

Para sairmos dessa ciranda, ou dessa roda de ilusões, cabe a nós, seres racionais – que sofre forte influência emocional em todos os momentos da vida – além de buscarmos as causa desse desequilíbrio, entender que a saída para o caminho dessa desordem está na busca de uma sintonia com o ser superior que somos quando entramos em harmonia com outros seres, coisas e fatos. A chamada consciência superior nada mais é que a compreensão cada vez maior do significado da existência, sua essência espiritual e da natureza espiritual ou energética em todas as coisas e pode ser buscada e cultivada em qualquer momento da vida.

 

Como fazemos isso?
Primeiro é preciso entender que apesar de todas as experiências da vida serem válidas por nos fazerem evoluir e atingir, com isso, o crescimento e maturidade, precisamos sair do nosso eu animal e comportamento primitivo que está, por incrível que pareça, dentro de nossa cabeça no que chamamos de cérebro límbico, e que apesar de ser muito útil a nossa sobrevivência, principalmente em momento de perigo, nos gera muitas emoções negativas ou o foco nas ações e atitudes da chamada consciência inferior.

É preciso entender, como já discutido aqui em artigos anteriores, que todos nós nascemos com uma missão, com algo maior e sublime a construir e, a base dessa construção está na construção e cultivo de relações melhores e mais afetivas com as pessoas. Fazer coisas que gosta, estar em contato com a natureza, frequentar ambiente no qual a espiritualidade se faça presente, meditar e orar são boas alternativas para atingir estágios de evolução mais elevados ao atingir a consciência superior.

Tenham certeza que somos mais que animais que buscam ganhar competições, espaço e destruir o outro que não nos agrada dentro da nossa construção e visão pessoal de mundo. Experimente pensar diferente, perdoar, amar e sobretudo, ser uma pessoa mais completa que não “usa” o outro somente para sua satisfação pessoal mas sim para a construção de uma vida harmoniosa e de paz.

Êxito na caminhada!!!

 

Amândio Barbosa

Ser humano, casado, pai de dois fillhos, Coach, professor universitário, palestrante e consultor empresarial, Economista e Administrador.
Tem como Missão, “Ser um ser humano mais completo e colaborativo, ajudando as pessoas a atingirem o seu potencial máximo através do senso de contribuição, maior satisfação e felicidade para assim, ajudar na construção de um mundo melhor.”

Facebook: https://www.facebook.com/amandiobarbosa
Instagram: @amandiobarbosa