Fortaleza do Morro de São Paulo será reinaugurada neste sábado

Fortaleza do Morro de São Paulo será reinaugurada neste sábado

De acordo informações do site Baixo Sul em Alta, a solenidade está prevista para o próximo sábado, dia 20 de janeiro, às 9h, com a presença do governador Rui Costa, secretários estaduais, representantes das diversas entidades parceiras que colaboraram com a obra de recuperação do patrimônio e sociedade civil. Também consta na programação a entrega do Título de Cidadão Cairuense ao governador Rui Costa, em reconhecimento aos serviços prestados em prol do município de Cairu.

Com investimento de R$ 14,5 milhões via Lei Rouanet/ Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), envolvendo o Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul da Bahia (IDES), Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), Governo do Estado da Bahia (SECULT e SETUR), Prefeitura de Cairu, Sebrae, dentre outros parceiros, a obra de restauração e readequação foi divididas em duas fases. A etapa 1 contemplou a recuperação emergencial da muralha e a etapa 2 com a restauração do Corpo da Guarda, Bateria da Conceição e o Forte da Ponta.

A FORTALEZA – Complexo fortificado originário do séc. XVII, é um dos pontos de visitação internacional mais famosos do Brasil e conhecido pelos portugueses desde 1531, quando o nobre militar Martim Afonso de Souza avistou o local e o chamou de ‘Tynharéa’ (hoje Ilha de Tinharé).

PARCERIAS – De acordo com a diretora executiva do IDES, Liliana de Mello Leite, o projeto tem incentivo da Lei Rouanet e do BNDES no valor total de R$ 14,5 milhões. “A Superintendência do Patrimônio da União (SPU) fez a cessão de uso gratuito para o Governo da Bahia que designou a Secretaria de Turismo (SETUR) para se responsabilizar pelo monumento”, relata Liliana. Segundo ela, durante a 1ª etapa do projeto que durou de 2010 a 2014 foram feitas prospecções arqueológicas, monitoramento a consolidação da muralha à beira-mar. “Já na 2ª etapa, iniciada no ano de 2015, aconteceu a recuperação do Forte da Ponta, Bateria da Conceição e Corpo da Guarda, assim como a criação do Comitê de Governança, que tem como missão dar vida ao complexo, com atividades culturais permanentes”, diz a diretora do IDES.

A Fortaleza vai contar com auditório, anfiteatro com 240 lugares, espaço para eventos e área para concessão de um Café-cultural. Visitas guiadas devem ser uma das alternativas de receita. “Reconhecemos o grande esforço realizado por todo os parceiros no âmbito municipal, estadual e federal. Com uma integração da sociedade civil, iniciativa privada e poder público no processo de reintegração desse patrimônio à vida da comunidade”, avaliou Liliana.

MULTIDISCIPLINAR – Em agosto passado (2016), equipe multidisciplinar do IPAC percorreu os municípios de Cairu, Ituberá, Igrapiuna, Camamu e Valença, no Baixo Sul baiano para catalogar e orientar as populações locais acerca das demandas sobre cultura, patrimônio material e imaterial e educação patrimonial. “Estamos trazendo diversos olhares dos setores privado, civil e público para criar um processo sustentável de gestão, cujo carro-chefe é o patrimônio cultural”, finaliza Liliana.

IDES – Uma OSCIP que atua há 20 anos no Baixo Sul da Bahia, e conta com parcerias dos governos estadual e federal, associações comunitárias locais, universidades, prefeituras municipais e câmaras de vereadores, entre outros representantes da sociedade civil organizada.

Foto: Página do Ides no Facebook.

Fontes: https://www.baixosulemalta.com/single-post/2017/12/14/Fortaleza-do-Morro-de-S%C3%A3o-Paulo-ser%C3%A1-reinaugurada , https://www.facebook.com/baixosulemalta/posts/2090689820945393 e https://www.facebook.com/idesbaixosul/