Atual campeão, Bahia perde do Botafogo-PB na estreia da Copa do Nordeste

Atual campeão, Bahia perde do Botafogo-PB na estreia da Copa do Nordeste

Por Lucas Cunha e Redação – Site Jornal A Tarde

O reencontro do Bahia e do técnico Guto Ferreira nesta quinta-feira, 18, com a torcida em 2018 resultou em uma noite para se esquecer. Desentrosado e com alguns jogadores em noite nada inspirada, o Esquadrão foi derrotado pelo Botafogo da Paraíba por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, em partida válida pela primeira rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. O gol dos paraibanos foi marcado por Allan Dias, logo aos cinco minutos da etapa inicial.

Com o resultado o Botafogo é o líder do grupo C, com três pontos. Altos e Náutico estão em segundo, com um ponto, e o Bahia na lanterna, sem nenhum ponto.

Agora, o Esquadrão volta suas forças para o Baianão. No domingo, a equipe do técnico Guto Ferreira estreia na competição fora de casa, às 16h, (horário da Bahia), contra o Bahia de Feira, no Joia da Princesa.

 

O jogo

Ao divulgar a escalação inicial da partida, o Esquadrão também revelou alguns dos números que serão usados pelos atletas na temporada. Destaque para Zé Rafael, que foi valorizado pelo bom rendimento do ano passado e ganhou a camisa 10.

Já o atacante Hernane perdeu a camisa nove e começou a partida no banco com a número 18. Ninguém ganhou a camisa nove, que deve ficar com Kayke, atleta a ser anunciado pelo clube.

O Esquadrão sentiu no início do jogo o fato de ainda não ter disputado nenhuma partida nem amistoso e enfrentar um rival que já vem de duas partidas pelo estadual paraibano.

Meio desligado, o Bahia sofreu forte pressão em seu campo defensivo desde os primeiros minutos e em um vacilo da zaga veio o gol do Botafogo, aos cinco minutos.

Após lançamento na área, o zagueiro Tiago tentou dominar na área e acabou entregando a bola nos pés de Allan Dias. Da entrada da área, o meia chutou forte e rasteiro. O goleiro Douglas, que fez sua estreia com a camisa Tricolor, não conseguiu segurar a bola o forte chute, porém defensável, e o placar foi inaugurado na Fonte.

Empolgado pelo gol, o Belo continuou em cima, que aos 10 quase volta a marcar com Dico. Desta vez, o zagueiro Tiago se recuperou e evitou o segundo gol paraibano.

Pouco depois, aos 13, o Bahia conseguiu um pênalti. Élber entrou na área e tocou para Edigar Junio, que foi derrubado por Humberto. Na cobrança, Edigar bateu no canto forte, mas o goleiro Edson escolheu bem o lado e defendeu.

Após os vinte minutos, o Botafogo reduziu a intensidade da pressão e o Bahia começou a melhorar na partida. O Tricolor fez boas jogadas principalmente pelo lado direito, com João Pedro e Zé Rafael. Entretanto, os dois não fizeram boas escolhas no passe final e desperdiçaram as oportunidades.

Na etapa final, o Bahia começou repetindo erros nos passes no meio de campo, especialmente com Edson, que chegou a ser vaiado pela torcida e substituído aos 12 minutos por Elton, outro estreante da noite.

Precisando do resultado, o Tricolor foi mais ataque e quase empatou aos 16. Edigar Junio deu um belo drible na área e chutou com efeito para o gol. A bola caprichosamente passou por cima da meta de Edson.

A pressão continuou aos 19. Léo fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Élber, que dentro da área chutou em cima do arqueiro paraibano.

Buscando o empate, Guto colocou em campo Vinícius e Hernane nos lugares de Nilton e Élber para deixar a equipe mais ofensiva. De nada adiantou.

O lance mais perigoso ocorreu aos 37, quando Vinícius chutou forte de fora da área, em boa defesa de Edson. Para desespero dos mais de 10 mil torcedores que estiveram na Fonte, o Belo quase marca o segundo aos 49, com um chute de Marlon que acertou a trave de Douglas.

 

Foto: Edigar Junio lamenta pênalti perdido ainda na primeira etapa da partida. Crédito: Adilton Venegeroles l Ag. A TARDE

Fonte: http://www.atarde.uol.com.br/esportes/bahia/noticias/1929023-tempo-real-siga-os-lances-de-bahia-x-botafogopb